Onde a poesia tem cheiro de café...

sábado, 19 de julho de 2014

Arte Reside

Com 0 Comentario

A arte não me pertence
Pertenço ao próprio apreciar
Próprio que não há
Que em mim apenas adentre

Pois escrever é mais que criar no papel
É revelar o que não está escrito
Lembrar é redesenhar o céu
É dizer a si o que poderia ser dito

Cantar é as notas achar
É procurar as notas que ainda não existem
Dramatizar é mais que encenar
É fazer da cena lugar onde os sonhos residem

Residir é um verbo que o João-de-barro desenhou
Lá em cima, nas árvores
Cantando, uma morada esboçou
Pra acolher seus amores

Por: Elionai Dutra - "Meu amigo de fé, meu irmão camarada".

+1

0 comentários :

Postar um comentário

Postagens populares