Onde a poesia tem cheiro de café...

sábado, 12 de julho de 2014

Phatos

Com 2 Comentarios

No espelho procuro por mim,
Mas só encontro você.
O vento me trás seu perfume,
Meu pulmão vive te inspirando.
O azul do mar me atrai,
Mas prefiro mergulhar em você.
Até os meus discos prediletos abandonei,
A fim de ouvir sua voz,
Mesmo desafinada.
Que loucura!
Que penúria!
Estou pobre de mim e rico de você.
Que situação, exclamou meu pobre coração...
Só pode ser paixão!

Adriano Alves

+1

2 comentários :

  1. Que nunca falte inspiração para continuar escrevendo coisas lindas.

    ResponderExcluir
  2. Haja o que houver, jamais deixe de escrever coisas tão lindas e com tanta perfeição.

    ResponderExcluir

Postagens populares