Onde a poesia tem cheiro de café...

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Com 0 Comentario

- Oh! Por que insiste fazer ninhos em mim?
Não sou tão alta, minhas raízes são frágeis.

- Ele assobiou a fim de acalmá-la:
Eu sei... 
Por isso mesmo eu vim fazer-te companhia. 

Adriano Alves

+1

0 comentários :

Postar um comentário

Postagens populares