Onde a poesia tem cheiro de café...

terça-feira, 14 de julho de 2015

Com 0 Comentario

As palavras dele eram como ondas... 
Não é a toa que ela ficava com o corpo todo molhado.

Adriano Alves

+1

0 comentários :

Postar um comentário

Postagens populares