Onde a poesia tem cheiro de café...

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Cartas de amor a Heloisa

Com 0 Comentario

"Tenho observado nestes últimos tempos um fenômeno estranho: as mulheres morreram. Creio que houve epidemia entre elas. Depois de dezembro foram desaparecendo, desaparecendo, e agora não há nenhuma. Vejo, é verdade, pessoas vestidas de saias pelas ruas, mas tenho certeza de que não são mulheres.(...), morreram todas. E ai está explicado a razão porque tenho tanto apego à única sobrevivente".

Graciliano Ramos.

+1

0 comentários :

Postar um comentário

Postagens populares