Onde a poesia tem cheiro de café...

domingo, 11 de outubro de 2015

Arco(e)íris

Com 0 Comentario



Ela tinha cor de manhã ensolarada.
O sorriso dela reluzia luz diante do meu sorriso tão apagado.
A cada  toque o meu mundo se fazia mudo.
E assim nós nos amávamos em silêncio feito arco(e)íris.

Adriano Alves

+1

0 comentários :

Postar um comentário

Postagens populares