Onde a poesia tem cheiro de café...

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

O sabor no vento

Com 0 Comentario
De onde vem o sabor deste vento?
Ora doce, ora amargo, ora vento, somente. 
Ela?
Não a vejo mais...
Fisicamente!
Ela reside, agora, nos retratos da memória, no sabor das comidas, no cheiro de café, no canto do quarto que sem ela canta músicas tristonhas.
Hoje ela mora em vários rostos, mas em nenhum a vejo bem.
Tudo muda!
E por falar nisso, minha voz está muda da palavra que sempre dizia quando a tinha só para mim.
O aroma tem gosto de saudade!
Sinto este cheiro em cada canto da vida.

João Batista. 

+1

0 comentários :

Postar um comentário

Postagens populares