Onde a poesia tem cheiro de café...

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Solidão

Com 2 Comentarios

SOLIDÃO...

Ela te visita,

Ou...

Te na-mora? 

Adriano Alves

+1

2 comentários :

  1. O namoro é, claramente, mantido entre duas pessoas que se unem pelo desejo de estarem juntas. É uma relação em que o casal está comprometido socialmente, mas sem estabelecer um vínculo matrimonial perante a lei civil ou religiosa. Namorar é ter alguém que, deveria ser assim, prepara-nos para um relacionamento mais intenso e verdadeiro. Todos sabem que o namorar coetâneo é simplesmente sexual. Sexo é bom, mas o namoro tem outras delícias, que são introdutórias a uma intimidade real, não somente física. Aliás, sexo não tem a capacidade de gerar intimidade. O namoro é um movimento onde duas pessoas distintas querem estar juntas.
    Com a solidão não é assim. O namoro é forçado. Ela chega sem pedir licença e, sem bater com carinho, quebra a porta do nosso coração e fica lá. Tentamos terminar a relação, porém a solidão é grudenta e não nos deixa em paz.
    E pensar que ela toma os corações ao fazer uma simples visita. Engraçado que quando ela visita, não é tão grossa. Ela sabe enganar. Todavia, Não demora, ela já se faz namorada. Não há pedido nem ‘azaração’. Eita solidão que não sabe visitar sem querer NA-MORAR!
    Ela não fica contente com o namorar e logo decide morar. É por isso que para solidão só vale NA- MORAR, namorar e morar são os verbos dela.
    Solidão é algo ruim, ela pode levar ao desespero. É preciso diferenciar a solidão da solitude. Aquela é um inferno individual. Esta é o prazer de estar sozinho. Somente quem tem prazer na solitude é capaz ser real com quem o acompanha.
    Às vezes a solidão é imposta, ou seja, perdemos alguém que amamos e ela se faz namorada na nossa morada diária.
    Dá uma vontade de cantar:

    Solidão,
    dá um tempo e vá saindo,
    de repente eu tô sentindo,
    que você vai se dar mal.

    Solidão,
    meu amor está voltando,
    daqui a pouco está chegando,
    me abraçando todo meu,
    meu, meu...

    A solidão é nada
    você vem na hora errada
    em que eu não te quero aqui

    Que solidão que nada,
    eu preciso é ser amada (o),
    eu preciso é ser feliz ( ser feliz?)

    Solidão,
    Ele (ela) disse que me ama,
    se amarrou em mim na cama
    me levou até o céu,
    céu...

    ResponderExcluir
  2. Enquanto não atravessarmos
    a dor de nossa própria solidão,
    continuaremos
    a nos buscar em outras metades.
    Para viver a dois, antes, é
    necessário ser um.
    Fernando Pessoa

    ResponderExcluir

Postagens populares