Onde a poesia tem cheiro de café...

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

(A)finado

Com 0 Comentario
A voz dela afinava minha alma.
Hoje minha alma não consegue chegar num “Sol”.


Adriano Alves. 

+1

0 comentários :

Postar um comentário

Postagens populares