Onde a poesia tem cheiro de café...

sábado, 12 de março de 2016

A maior festa de todos os tempos

Com 0 Comentario
Ela tinha o dom de animar o que era inanimado, assim, soprou cada balão, e eles ficaram da cor do amor dela, vermelho e pulsante.
Mas, quem alcançou o céu primeiro foi o coração dele que foi presenteado com asas. Ela tinha o dom de animar o que era inanimado.
Adiante, tudo se fez silêncio, mas aquele silêncio continha diversas canções... Assim, os corpos deles dizia tantas coisas sem sequer pronunciar uma palavra.
Sem pressa...
Dançaram no balanço do amor.
Afinal...
Ela tinha o dom de animar o que era inanimado.   
Adriano Alves. 

+1

0 comentários :

Postar um comentário

Postagens populares